A preocupação com o Planeta está no centro dos esforços da PepsiCo.  Por meio de metas específicas e claras sobre este tema, trabalhamos para reduzir o nosso impacto ambiental, ao mesmo tempo em que ampliamos os nossos negócios e ajudamos a satisfazer as necessidades de alimentos, bebidas, protegendo o meio ambiente e encontrando maneiras sustentáveis de produzir, desde as matérias-primas até o produto final.

Temos a preocupação diária com a melhor utilização dos recursos naturais, gerando mais eficiência e menor pegada ambiental para todos, já que os negócios da PepsiCo dependem da disponibilidade dos recursos naturais necessários para fabricar os nossos produtos. A agricultura, por exemplo, usa muito da água doce disponível no mundo, ao passo que a disponibilidade do recurso é cada vez mais limitada. Enquanto a população mundial crescer, a demanda por água e energia também aumentará.

Ser sustentável em toda a cadeia de produção é fundamental para a companhia. E isso inclui também o apoio ao desenvolvimento de uma economia circular para construir um mundo em que os plásticos nunca se tornem resíduos. Para isso, trabalhamos em três pilares: reduzir a quantidade de plásticos usada, reciclar e reutilizar os plásticos comprados e reinventar as embalagens plásticas.

Tendo em vista a urgência dessas questões e sua relação com a saúde da sociedade e do nosso negócio, a PepsiCo focando seus esforços para a proteção e conservação dos recursos naturais.

A PepsiCo Brasil apoia o programa Coalizão Cidades pela Água, em um projeto que se baseia em soluções de infraestrutura verde para proteção de mananciais.

Reduzir a nossa pegada ambiental em água, embalagens, resíduos, energia e agricultura – áreas fundamentais para o nosso negócio e nas quais podemos causar maior impacto, é fundamental para a PepsiCo. Em relação as nossas embalagens, a meta é termos, até 2025, todas recicláveis, compostáveis ou biodegradáveis. Isso em todo o mundo. No tema água, fomos uma das primeiras empresas a reconhecer publicamente o recurso como um direito humano básico e fomos homenageados com o Prêmio de Água Industrial do Instituto Internacional da Água de Estocolmo por nossa gestão responsável da água. E são várias as iniciativas para diminuir o impacto da nossa operação.

Nossas iniciativas para a redução do uso de água, energia, embalagens e resíduos resultaram em mais de US$ 600 milhões em economia de custos entre 2010 e 2015. E estes números estão sendo ampliados.

RECURSOS

  • Há 10 anos a PepsiCo possui um programa global de conservação de recursos, o ReCon (Resource Conservation), que tem como objetivo reduzir os resíduos gerados no processo produtivo e economizar água e energia.

  • Atualmente, 98% dos resíduos gerados nas mais de 10 unidades da empresa no Brasil são reaproveitados.

  • O reúso da água é feito em todas as plantas, em alguma fase do processo de produção.

  • As plantas de Sorocaba e Petrolina possuem tecnologia para o reaproveitamento da água em todas as fases do processo produtivo. A iniciativa permite, somente nestes dois locais, uma economia de 3 milhões de litros de água por ano. E estamos avançando.

  • Já em 2016, a PepsiCo atingiu um quarto de sua meta de 2025 em termos de reabastecimento de água, com a reposição de aproximadamente 2,7 bilhões de litros de água em bacias hidrográficas locais com alto risco de escassez hídrica.

  • Em 2018, foi atingida a meta prevista para 2025 de redução do consumo de água na produção de 25% em relação ao que era consumido em 2015.

  • O total de água gasto por quilo de alimento produzido no Brasil caiu para menos da metade: de 4,6L (2006) para 2,3L (2018), uma redução de 50%.

  • Com isso, somente em 2018, foram economizados 96.500.000 de litros de água neste indicador. Para se ter uma ideia da economia, se em 2018 tivesse o mesmo consumo que existia em 2006, o gasto total de água durante o processo produtivo seria de 860.000.000 de litros a mais.

  • Nosso trabalho em energia concentrou-se em esforços para ampliar o plano para tratar das emissões de gases com efeito estufa (GEE) em nossa cadeia de valor.

  • Iniciativas como a melhoria nos sistemas de refrigeração e ar condicionados, recuperação de calor dos compressores, otimização de banco de capacitores e de trocadores de calores e queimadores, melhorias dos isolamentos dos fornos, substituição de lâmpadas convencionais por LED, fizeram diferença no consumo de energia.

    PRODUTOS
  • Além da preocupação com o impacto do processo produtivo, aprimorarmos o design de nossas embalagens, com muito investimento em Pesquisa & Desenvolvimento, para torná-las cada vez mais sustentáveis.

  • Apoiamos a infraestrutura pública de recuperação e reciclagem, a colaboração intersetorial e o comportamento do consumidor em um esforço para evitar que mais resíduos de embalagens sejam enviados para aterros ou poluam os oceanos.

  • Nosso compromisso com a redução de resíduos também se aplica às nossas instalações de produção, onde fizemos progressos significativos na reciclagem e na reutilização de resíduos.

  • A PepsiCo é a maior compradora de plástico PET reciclado no mundo.

  • Em 2018, a companhia assinou um contrato de fornecimento plurianual com a produtora de embalagens sustentáveis Loop Industries e começará a incorporar o plástico da Loop em suas embalagens de produtos no início de 2020.

  • O plástico BOPP, usados para os salgadinhos, também merece grande atenção. No Brasil, temos uma iniciativa pioneira para a reciclagem de BOPP. Desde 2012, expositores de produtos em pontos de venda são fabricados a partir desse tipo de embalagem, que pode ser 100% reaproveitada. Outra ação, que diminuiu o tamanho dos mormentes, economizou outras 500 toneladas do produto.

  • A companhia também tem extrema preocupação com ações locais. No Brasil, temos diversas inciativas, entre elas o Reciclo PepsiCo, programa de apoio às cooperativas de catadores de material reciclável que há mais de 6 anos tem contribuído com a educação, engajamento e construção de uma cadeia de reciclagem sólida e com a geração de renda a milhares de cooperados.

  • A PepsiCo América Latina lançou o “Reciclagem com Propósito”, um modelo de economia circular que promove a reciclagem em toda América Latina e Caribe. O novo programa recompensa e incentiva o consumidor e tem como objetivo aumentar a coleta de materiais PET. O programa permite que os consumidores troquem os seus materiais plásticos por ecoins, uma moeda virtual, que pode ser usada para ganhar descontos em vários produtos e serviços.

    AGRICULTURA
  • O Programa de Agricultura Sustentável (SFP) é um programa consolidado na PepsiCo em mais de 40 países e reúne todas as iniciativas voltadas à melhoria contínua dos processos agrícolas.

  • O programa tem como meta ter, até 2020, 100% das matérias-primas diretas como batata, milho, coco e aveia cobertas pelo programa por meio do cumprimento dos requisitos do SFP, que prevê processos sustentáveis, com aplicação de tecnologia e capacitação.

  • Para isso, os agricultores parceiros passam por diversos treinamentos e recebem consultoria para que os parâmetros sejam utilizados. O índice de economia de água médio é de 15%.

  • Em Petrolina, na fazenda de KERO COCO®, há uma estação meteorológica em que é feita a coleta, processamento e análise de dados sobre o clima: os dados alimentam um software de manejo de irrigação, que indica a quantia exata de água que deve ser aplicada para irrigar os coqueiros.

  • Também em Petrolina há o reaproveitamento das cascas de coco como adubo orgânico, contribuindo para a redução no uso de fertilizantes químicos e economia de água usada na lavoura, o que se deve ao fato das cascas absorverem água e ajudarem a retê-la no solo.

  • Nos próximos anos seguiremos nossa Agenda para 2025, trabalharemos para ampliar nossos esforços de gestão ambiental responsável para ainda mais membros da cadeia de fornecimento e comunidades em que atuamos, continuando a melhorar a eficiência das nossas operações de fabricação. Nosso tamanho, influência, recursos e relacionamentos, juntamente com o nosso sentido de responsabilidade por fazer a diferença, constituem uma oportunidade considerável para incentivar, apoiar e ampliar práticas mais sustentáveis nos próximos anos.

    Mudar a atual equação ambiental exigirá muita colaboração. Trabalharemos em parcerias, portanto, para alcançar nossas metas para o Planeta, ao mesmo tempo em que promoveremos esforços para contribuir para quadros globais, como o Acordo de Paris sobre o Clima e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para 2030.

    Back to top